jusbrasil.com.br
12 de Dezembro de 2018

Tecnologia na advocacia: 4 dicas para ser um bom advogado na era digital

Alex Beltrame, Advogado
Publicado por Alex Beltrame
há 7 dias

Está claro que existe um conflito no mundo da advocacia. De um lado, está o modelo tradicional de escritório de advocacia, que tenta se manter. Do outro, escritórios e

advogados que não param de evoluir e se adaptar ao novo cenário jurídico.

Esse choque de culturas é absolutamente normal, pois vivemos um período de mudanças que afeta – e vai continuar afetando – profundamente a maneira como trabalhamos, consumimos e nos relacionamos. Essa transformação é diferente de tudo o que a humanidade já viu, especialmente no que se refere à tecnologia na advocacia.

Para estar preparado para essas mudanças, algumas habilidades são necessárias. Eu separei 4 dicas para acompanhar as transformações trazidas pela tecnologia e oferecer o melhor serviço para os seus clientes. Confira:

4 dicas para ser um bom advogado na era digital

1. Use a tecnologia a seu favor

No cotidiano profissional, a tecnologia para advogados serve como uma ferramenta auxiliar para melhorar a produtividade, criatividade, a eficiência, o networking e a conquista de novos clientes. Ou seja, tarefas rotineiras e repetitivas podem ser desempenhadas por um software jurídico, dando mais tempo para que os profissionais do mercado jurídico possam explorar a sua faculdade mais preciosa: conquistar, fidelizar e encantar seus clientes!

O crescimento exponencial das informações no meio digital (sejam elas decisões judiciais, peças processuais, contratos, reuniões, negociações ou e-mails) gera uma dificuldade de identificar o que é mais relevante. Além disso, atrapalha o trabalho de elaborar e sintetizar as ideias. Afinal, somos seres humanos falíveis e com limitações. Por conta dessa carga, a advocacia precisa de uma aliada para lidar com os novos desafios, evoluir, criar e inovar: a tecnologia na advocacia!

Muitas vezes sinto que os profissionais da advocacia não estão preparados para encarar a tecnologia como aliada à prestação de seus serviços jurídicos. Por isso, acho importante lembrar que a tecnologia é um meio para que o profissional do Direito seja mais presente e eficiente, tanto na vida das pessoas que consomem seus serviços, quanto no trabalho que executa em suas tarefas cotidianas.

2. Invista no seu conhecimento

Acumule conhecimentos gerais e não se prenda apenas aos conteúdos da área jurídica. Estude áreas associadas aos comportamentos humanos e relações interpessoais. Desenvolva habilidades para lidar com as emoções dos seus clientes e para gerenciar melhor sua equipe. Enquanto os softwares conseguem ler processos, encontrar jurisprudências e identificar padrões em contratos, apenas um advogado tem as habilidades necessárias para executar a gestão de pessoas e clientes.

Além disso, investir um tempo para aprender marketing jurídico é essencial para que o advogado ou escritório consiga projeção no mercado. Aproveite as mídias digitais para divulgar seu trabalho e atrair clientes. A tecnologia também está aí para ajudar você nisso. 😉

3. Profissionalize sua gestão empresarial

Estude e conheça a estrutura organizacional de escritórios de sucesso para melhor gerir a sua empresa. Afinal, seu escritório deve ser, sim, encarado como uma empresa feita para gerar lucro e não prejuízo.

Aproveite para conhecer as diferentes ferramentas de gestão disponíveis e aproveite o melhor da tecnologia para otimizar os processos do escritório. Um software jurídico completo pode ser um grande aliado na gestão do seu negócio.

4. Avance junto com as mudanças

Procure acompanhar as últimas tendências da advocacia. A tecnologia está presente em vários momentos do trabalho do advogado e isso exige que o profissional tenha certa flexibilidade e dedicação para estudar o novo. Cada vez mais, além da própria atualização obrigatória no direito, será exigido que os advogados se tornem profissionais multidisciplinares.

Para que isso seja possível, é necessário que o advogado esteja aberto às oportunidades que a tecnologia traz para a advocacia e, consequentemente, para o mercado jurídico. Afinal, a mudança é necessária e o crescimento é opcional. Escolha, você, advogado crescer!

Conclusão

Robôs nunca vão substituir o trabalho de um bom advogado. Use a tecnologia a seu favor e se prepare para atuar num mercado cada vez mais competitivo, com mais tempo para atender seus clientes e focar naquilo que realmente importa: a sua advocacia! Como explicou o Bruno Feigelson, a tecnologia vai impulsionar uma nova forma de advogar e você pode fazer parte dela.

👉Não deixem de seguir a minha FanPage no Facebook:

https://www.facebook.com/alexbeltrameadvocacia/

👉 Não deixe de seguir o meu Instagram:

https://www.instagram.com/alexbeltrameadvocacia/?hl=pt-br

Tem alguma dúvida? Então nos envie um e-mail e responderemos o mais breve possível:

adv.alexbeltrame@gmail.com

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)